Por que o autoconhecimento é importante? 4 maneiras de alcançá-lo

O autoconhecimento é fundamental para que nós consigamos evoluir em todas as áreas possíveis, ele é uma das principais ferramentas para atingir o sucesso.

Às vezes, falar sobre si, em alguns ou em muitos momentos pode ser difícil. Você pode sentir que se conhece e que sabe a respeito de você mesma, mas poucas vezes para pra pensar, refletir e escrever sobre o que você realmente deseja. É até comum o fato de muitas pessoas não analisarem e terem consciência das características que facilitarão ou dificultarão atingir suas metas.

Como acontece o processo de se autoconhecer?

Observe essas perguntas…

O que faz você feliz? O que você gosta de fazer? O que você não gosta? Como você se enxerga hoje? Quais são seus objetivos de vida? Como e onde você deseja estar daqui a 5, 10 ou 30 anos? Como as pessoas a sua volta a definem? Quais são suas maiores qualidades? Em que você pode melhorar? Quais seus maiores desejos e sonhos? E suas maiores realizações? Do que você se arrepende? …

Todas estas perguntas fazem parte de um rico processo de autoconhecimento, visto que a melhor maneira de definir os caminhos e os resultados que queremos alcançar em nossas vidas é saber profundamenteo que nos motiva, no que acreditamos como verdades e valores e de que forma estas informaçõesinfluenciam, positiva ou negativamente, nossos êxitos e fracassos.

É muito importante e necessário objetivar o que sabemos sobre nós e sobre o nosso interior como seres humanos.

Para isso existem 4 exercícios que ajudarão você a desenvolver o autoconhecimento, são exercícios simples e dinâmicos, mas lembre-se é importante responder com sinceridade e colocar em prática. Se você sentir dificuldade em fazer, lembre-se o quanto esse exercício pode ser importante para que você amplie suas capacidades e habilidades, dando a elas a possibilidade de modificar, efetivamente, seu comportamento e sua mentalidade.

Vamos lá? 

Exercício 1: Quem sou eu? 

Permitirá a você a possibilidade de ver quem você é agora no presente e quem quer vir a ser. O objetivo mais importante é decidir como você conseguirá chegar a ser a pessoa que deseja ser. Qual seria sua tática para fazer isso?

Anote em uma folha quem você é, em outra, quem deseja ser e, em outra, como vai fazer para alcançar esse objetivo, perceba que ao fazer isso, você sai do talvez e se conecta com o compromisso de mudar, isso faz muita diferença na prática. Será interessante complementar este exercício com uma opinião das pessoas de sua confiança para saber como elas a veem e o percebem.

Exercício 2: A linha da vida

Na primeira parte, crie uma linha horizontal que representa a sua vida. Nela, você marcará um ponto médio que representa o hoje. Logo em seguida, comece a incluir as diferentes situações e experiências importantes, que te marcaram de maneira positiva e negativa e que tenha vivido no passado. Assim, você poderá se tornar consciente daquilo que considera relevante em sua vida.

A segunda parte consistirá em preencher parte de seu futuro, assinalando seus objetivos mais próximos e mais afastados no tempo colocando datas para alcança-los, reflita sobre o que tem vivido hoje e sobre como se propõe conseguir e atingir os objetivos marcados para o seu futuro. Mais um vez perceba que ao realizar esse segundo exercício você sai do talvez e se conecta com o compromisso de mudar.

Exercício 3: Alinhe seus Propósitos ao seu Dia a Dia

Pegando carona no exercício anterior, é importante trabalhar outro aspecto em seu dia a dia: seus propósitos de vida. Depois de ter assinalado seus objetivos mais próximos e mais afastados no tempo colocando inclusive as datas para atingi-los, é hora de focar no que é mais prioritário para você. Com organização e motivação contínuos, é possível colocar em prática seus objetivos para alcançar pequenos resultados que te farão chegar mais próximo deles.

Quando temos sonhos, geralmente sonhamos grande, e isso pode nos dá a percepção de que alcançar esse sonho é trabalhoso e às vezes até impossível, ou até mesmo não nos sentir capazes de alcança-los, por parecer distante. Mas se você começar a enxergar simples passos diários que vão te fazer ver mais próxima do seu sonho, estará a cada dia mais próxima de realizá-lo.

Exercício 4: Tenha um diário de suas emoções

Sintade maneira consciente suas emoções como preciosas, já que o poder delas em nós é imenso e quando adquirimos inteligência emocional tudo flui melhor em nossas vidas. Escutar as nossas emoções pode contribuir para revelar muitos detalhes sobre nós mesmas e sobre outras pessoas. Por isso, o diário emocional é considerado uma técnica para facilitar o autoconhecimento.

Estar consciente das suas emoções, conhecer quais são as emoções que mais se repetem em seu dia a dia, ou a origem delas, entre outras manifestações, poderá fazer com que você tenha mais autoconhecimento em qualquer fase de sua vida.

Espero que você coloque em prática estes simples e poderosos exercícios em sua vida e sinta sua vida mudar e fluir de verdade!

Um grande beijo!

Renata.

Continue Reading

Sobre amar a si mesma: 3 Verdades que você deve cultivar

Parece óbvio falar sobre amor próprio em um contexto onde quase sempre ou talvez sempre se escuta ou se lê essa palavra. Antecipadamente te digo que não estou escrevendo esse texto com a intensão de questionar o seu amor próprio, mas sim com a intenção de que possamos fazer reflexões e fomentar esse assunto delicado e poderoso, mas que no entanto, no universo feminino é novo de práticas. Mas não, isso não acontece porque existe ausência de amor próprio, isso acontece principalmente porque você ainda não saiba que ele está dentro de você, adormecido, precisando do seu novo olhar.

Se você chegou está lendo esse texto é porque provavelmente está vivendo algum problema. Talvez você queira restaurar seu relacionamento, ou talvez você esteja querendo aprender a lidar melhor consigo e com o amor, ou à procura do amor da sua vida. Enfim, existem muitas possibilidades que te trouxeram até aqui, o que tenho a te dizer é que seja qual for o problema que você tenha a solução é amar a si mesma, é praticar, é viver o seu amor próprio.

Como é a sua vida?

Já disse/diz a si mesma essas frases e/ou pensa nelas frequentemente?

“Faço de tudo para agradá-lo e recebo migalhas em troca.” Me sinto usada”. Ninguém se importa com o que eu quero fazer. Não sirvo pra nada. Não consigo fazer nada bem feito. Sempre adio os meus planos. Estou sempre colocando alguém que não eu como prioridade na minha vida. Sinto que nada dá certo para mim. Não tenho tempo pra mim.”

Além disso, as suas escolhas se repetem? Os problemas comportamentais se repetem? Você atrai sempre o mesmo padrão negativo para sua vida?

Como foi/é sua vida amorosa?

Seu(s) relacionamento(s)  foi(foram)/é (são) tóxico, desgastante, exigentes, sem apoio, sem cumplicidade, sem verdade, com muitas criticas destrutivas, sem respeito, sem amor?

Amor próprio é se amar e se respeitar, mas, na prática, muitas coisas atrapalham esse sentimento tão necessário de acontecer, porque no caminho erramos, falhamos em cumprir o que planejamos, erramos em aceitar pessoas tóxicas em nossa vida, adiamos nossos sonhos e principalmente, estabelecemos certezas e verdades que fazem com que nos autossabotemos até mesmo sem perceber.

Em síntese o amor próprio é difícil de acontecer porque a partir da nossa infância crenças (neste caso negativas) são formadas e com o nosso desenvolvimento elas vão ganhando força e formando novas, essas crenças são as nossas verdades sobre diversos assuntos, inclusive sobre nós mesmas, sobre a maneira como nos enxergamos, onde por exemplo, muitas não aprenderam a sustentar a própria opinião, não conseguem mostrar seus limites, não acreditam no amor,  e  até estranham quando vêem alguém dizer que vive um relacionamento sadio e satisfatório, que são bem resolvidas. É como se o sofrimento fosse melhor de se encarado. Você está lidando o tempo inteiro com os seus pensamentos, e eles podem sim ser modificado.

A renovação começa a acontecer quando você passar a encarar sua vida com um novo olhar, principalmente se perdoar, pelos erros cometidos e aceitar a sua humanidade imperfeita quando você chegar no seu limite e quando internamente você der o start para que isso aconteça querendo, de verdade, melhorar.

A primeira verdade sobre se amar é…

Se eu te disser que você possui toda a capacidade de mudar qualquer coisa na sua vida? Que essa força está dentro de você independente de  terceiros você acreditaria?  Sim, essa é a primeira verdade que deve florescer dentro de você. Tão  poderosa, mas que a maioria das pessoas ainda carregam o paradigma da incapacidade.

A segunda verdade sobre se amar é…

Se perdoar por todos os erros cometidos, pois, como você irá se amar de verdade se você não consegue se perdoar? Fazendo isso você não consegue findar etapas em sua vida e começar novas, sempre existirá uma sombra do passado em seu caminho que voltará para te atormentar e se sentir culpada.Sabe quando um relacionamento termina e você se questiona sobre seus erros, sobre o que você poderia ter feito e não fez, sobre você não ter conseguido conquistar a pessoa e manter o relacionamento, ou aquele curso ou faculdade que você deixou para depois e se culpa até hoje por não ter feito ou concluído? Você deve se perdoar e aceitar que nem sempre você irá acertar, que você poderá perder em alguns, que você é passível a erros.

A terceira verdade sobre se amar é…

Gerar ação para as palavras, é colocar os novos pensamentos em prática, é lutar contra essa verdade que te coloca como vítima e sofredora, é protagonizar sua própria vida, ser a personagem principal dela, aceitar esse “papel” de dentro para fora. Lembra da primeira e da segunda verdades? Acreditar na sua  própria capacidade de mudar qualquer coisa na sua vida e se perdoar por todos os erros cometidos e os que virão…então agora é a hora de colocar isso em prática, é não desistir, é persistir.

Esse texto é pra te dizer que é possível, que o amor próprio que está aí dentro de você.

Um grande beijo!

Rê.

Continue Reading

Como superar o fim de um relacionamento amoroso

Superar o fim de um relacionamento, principalmente quando ele foi cheio de cicatrizes, histórias e memórias boas e ruins, é algo bastante doloroso. Finalizar uma relação é uma renúncia difícil de ser feita, e existem algumas situações possíveis onde se deu esse rompimento:

Você não queria o fim desse relacionamento;

Você não esperava o fim do relacionamento;

Você planejava este rompimento.

De um modo geral, nós seres humanos não estamos preparados para lidar com sentimentos difíceis com a decepção, a rejeição, a deslealdade, o abandono, a indiferença, enfim, nós não nascemos com aptidões emocionais para lidar com esse tipo de emoção, e em uma separação podemos lidar com esses e outros sentimentos. Por isso, é complexo curar as feridas que se formam e reconstruir a sua vida depois do fim do relacionamento. Mesmo quando uma pessoa espera, planeja ou tem a iniciativa de terminar o relacionamento, pode ser bastante dolorido, e até mesmo relacionamentos ruins podem deixar um vazio emocional. A dor mais intensa pode acontecer quando não esperamos e não queremos esse fim, pois amamos esta pessoa e não conseguimos nos imaginar longe dela.

Algumas vezes o fim do relacionamento pode acontecer sem esperarmos, não havia sinais de desagrado por parte da outra pessoa, ou porque ele decidiu de modo repentino ou porque não tinha habilidades para ir colocando suas insatisfações. No entanto, se olharmos mais a fundo a relação e prestarmos atenção nos detalhes certamente enxergaremos sinais de desgaste, alguma insatisfação demonstrada mesmo que nos mínimos detalhes,  e a insatisfação inclusive da sua parte, mas o que acontece é que muitas nós se esquiva para esses sinais.

Então se você está separada e sentindo uma dor que parece não caber no seu peito, não tem ânimo para fazer nada, até mesmo pensar em uma maneira de sair dessa situação. Você ainda não conseguiu entender porque isso aconteceu com você e ainda não aceita de fato esse rompimento, essas dicas vão te ajudar a superar essa fase difícil.

A primeira atitude que você precisa ter é a de aceitar que o relacionamento terminou, é aceitar que você está vivendo este momento e que o passado não pode ser modificado, aceite este fim e dê um novo start em sua vida a partir de agora para que o seu futuro seja diferente e bem melhor.

Se você fica remoendo o passado e idealizando que as coisas poderiam ter sido diferentes, você vai sofrer ainda mais porque como eu já mencionei o passado não pode ser modificado e o que aconteceu com todos os erros e acertos é o que foi vivido, mas você pode mudar insatisfações a partir de agora. Então o passo inicial no seu processo de cura emocional de maneira sólida é aceitar este fim, é sair desse ciclo de remoer o passado e esquecer o que passou é se livrar do que te prende ao seu passado, do que a mantém unida a essa história. É você aceitar que a coisa aconteceu do jeito que tinha que acontecer.

Essa fase de aceitação é bem difícil, pois é a fase onde vive-se um luto. E o que é o luto? O luto é uma angústia de perda. É um processo sentimental que ocorre quando o ser humano vivencia uma perda relativa e de importância emocional para ele. É um sentimento de tristeza profunda pela “morte” de alguém, e quando finalizamos um relacionamento lidamos uma “morte”, simbolicamente falando. 

A segunda atitude é evitar ter contato com seu ex, evitar os lugares que vocês frequentavam juntos e evitar fazer programações que te farão relembrar dele. Nesta fase você já relembrará muitas vezes o que viveram juntos e isso já é bem difícil imagine frequentar esses lugares e manter contato com a pessoa, então quanto mais você evitar isso melhor para superar.

A terceira atitude é se colocar em primeiro lugar e focar em você mesma, praticando o egoísmo do bem, no seu tempo livre faça atividades que você gosta. Fazer o que você gosta neste momento pode estar sendo difícil, pode inclusive, te faltar forças pra isso, mas é necessário que você foque em si mesma, não fique sem fazer nada no seu livre, porque isso vai potencializar pensamentos negativos.

A quarta atitude é praticar atividade física, no mínimo 2x por semana, coloque como uma prioridade em sua vida, pois o nosso corpo libera dois hormônios que têm influência principalmente sobre o humor e emoções, a endorfina e a dopamina. Busque esporte que você goste ou faça caminhadas, o importante é colocar o corpo em movimento e sentir os benefícios que isso vai te trazer.

A quinta atitude é procurar seus amigos e se cercar de pessoas que te querem bem. Nesta fase difícil ter ombros amigos e pessoas de confiança pra conversar, sair, te fazer companhia vai te fazer muito bem.

A sexta atitude é dar tempo ao tempo, e isso você fará seguindo todas essa dicas anteriores. Nada melhor que o tempo para curar feridas, decepções, mas para isso acontecer você precisa fazer sua parte nesse processo.

A sétima atitude é transformar a dor em aprendizado. Tudo o que você está passando pode ser transformado em lição para você, o que você pode aprender com esse término? Aprender com o sofrimento traz muitos benefícios, observe, descubra os seus pontos de melhoria, assim você estará mais preparada e mais resiliente para as dificuldades que vierem a surgir em sua vida, você não deve carregar mágoas do que passou e sim transformá-las.

A oitava atitude é buscar ajuda se você não conseguir colocar em prática pelo menos seis das sete anteriores.  Se você não está conseguindo superar sozinha, está tendo dificuldades e já faz muito tempo que você sofre e não consegue aceitar, procure ajuda, procure uma terapia, ou o meu programa Segredo Fênix, onde ajudo mulheres a resgatarem sua autoestima e se empoderarem na vida amorosa. Entre em contato comigo AQUI e saiba como você pode se curar emocionalmente. 

Com amor,

Renata Araújo.

Continue Reading

[Artigo] 5 Hábitos e Crenças que você deve PARAR de fazer a si mesma

Recomeçar requer de nós força e persistência. Quando tomamos a decisão  de mudar hábitos e crenças prejudiciais a nós mesmas em muitos momentos iremos nos sabotar. Imagine há quanto tempo você pode estar fazendo alguma destas coisas que trago no texto, agora pense há quanto tempo você está neste ciclo negativo, quanto mais tempo reforçamos uma crença, mais ela se torna forte e poderosa seja negativa ou positiva.

Mas a boa noticia é que você pode mudar, que é possível transformar hábitos negativos em construtivos e positivos. Agora se você não se colocar em ação para recomeçar nada irá mudar, então te convido a ler e colocar em prática essas dicas, se for necessário volte aqui e releia, o segredo é não desistir!

Vamos lá?

Pare de fugir dos seus problemas

Ao invés de fugir deles, enfrente-os mesmo que seja difícil e até mesmo desgastante. A vida aqui não é perfeita e não será, e a maneira como enfrentamos nossos problemas é que fará a grande diferença pra nós, afinal que não tem problemas? Então mantenha a cabeça erguida e sua fé seja lá no que for inabalável e encare de frente o que aparecer na sua vida para você resolver. Se a responsabilidade for sua não fuja dela, aprenda com ela, encare como uma oportunidade de crescimento pessoal, isso muda a nossa maneira de enxergar e lidar com os problemas que nos surgem.

Pare de se colocar em ultimo plano

Nunca esqueça disso: Você é a pessoa é mais importante da sua vida. Em um relacionamento você não deve nem precisa amar demais o seu parceiro, esse amar demais refere-se a amar em excesso, a doar-se demais e se colocar em último plano, só atender às suas necessidades depois que suprir as do parceiro e ficar vazia, triste. Você não precisa fazer as duas partes, você deve fazer a sua sempre em equilíbrio para não se perder nesse processo de amar o outro demais e esquecer que você também é uma pessoa especial e precisa de amor e carinho como qualquer outra.

Pare de focar sua vida no passado

Como começar o próximo capítulo da sua vida se você continuar relendo e revivendo o último? Feche ciclos para iniciar outros, assim é a nossa vida, não adianta remoer o passado, ficar pensando no que poderia ter acontecido se você ou alguém tivesse feito diferente, ficar se culpando, querer voltar no tempo e fazer diferente. Sabe por quê? Porque o passado não volta mais, é humanamente impossível voltar ao passado e muda-lo. O que você pode e deve fazer é aproveitar o seu presente, é fazer diferente agora, é mudar hoje. A partir daí seu hoje e seu amanhã serão diferentes pois você fez diferente, você se colocou em ação pra mudar.

Pare de gastar seu tempo com pessoas que sugam sua felicidade

O melhor presente que você pode dar para alguém é o seu tempo, tempo é vida e a sua vida vale muito para ser desperdiçada com pessoas que não valorizam sua presença e atenção. Então valorize seu tempo, valorize sua vida. Pare de dar valor a quem não te valoriza, pare de dar atenção a quem não se importa com você. Isso vale para relacionamentos amorosos e amizades. Valorize-se!

Pare de ter medo do novo

Ouse mais, a vida é feita de movimentos. Abra-se para novas experiências, novas possibilidades. Faça aquele curso que você planejou mas teve que desistir ou adiar, faça aquela viagem que você sempre adia por diversos motivos. Coloque sua vida em movimento, faça sua vida ser interessante para você mesma se ela não estiver. Afinal par que estamos aqui? Nem tudo são flores, nem tudo flui perfeitamente com a gente gostaria, às vezes os planos saem do nosso controle, mas viver é isso mesmo, é se movimentar, é buscar outras alternativas, outros olhares, outras possibilidades. Abra-se para a mudança, desenvolva-se sempre que puder, aproveite as oportunidades, faça as oportunidades acontecerem em sua vida.

Está animada para recomeçar de maneira diferente? Você tem esse poder, ele está em suas mãos!

Beijos.

Continue Reading

De que maneira a baixa autoestima interfere na vida amorosa e como equilibrá-la

É comum conhecer ou ver uma pessoa super legal, competente, magnífica se envolver em relações amorosas com pessoas abaixo do seu potencial, você já se perguntou por que isso ocorre?

Porque pessoas com baixa autoestima e baixa autoconfiança tem uma tendência a escolher pares que as decepcionam e não correspondem da mesma maneira que elas.

Quando a pessoa acredita e se julga inferior, ela busca de maneira inconsciente pessoas no mesmo patamar do que ela acredita ser.

Quando o contrário ocorre e ela se envolve com uma pessoa especial, como tem pouca autoconfiança o ciúme surge, e como uma bola de neve cresce e desestabiliza o relacionamento.

Pessoas com baixa autoestima acabam sabotando o relacionamento com sentimentos e atitudes negativas e tóxicas em excesso como ciúmes, medo de ser abandonada, submissão, cobranças, reclamações, mágoas, brigas, vitimização.

Uma das piores consequências de estar com autoestima baixa é permitir e colocar a sua própria felicidade na mãos de outra pessoa, pois quando isso acontece as chances de viver um relacionamento longo e frustrante ou vários relacionamentos instáveis é muito alta.

Boa parte da autoestima é construída na infância e na adolescência, mas uma boa noticia é que ela pode ser tratada e reconstruída em qualquer fase de nossa vida.

Uma informação muito importante é que através das escolhas que fazemos vamos alimentando nossa autoestima com conteúdos positivos ou negativos.

Então se você faz escolhas desastrosas, mesmo sem querer você fortalece o que é ruim. O segredo então está em: quanto mais escolhas positivas você fizer, mais autoestima você adquire e mais forte fica.

Vamos Aprender Maneiras de Reconstruir e Elevar Sua Autoestima?

Exercite o autoconhecimento

Valorize e enfatize suas qualidades, faça uma lista e saiba exatamente quais são elas, você também pode perguntar para pessoas próximas quais as qualidades que elas enxergam em você, reconheça seus defeitos e busque seus pontos de melhoria, todos nós temos qualidades e defeitos e eles são o conjunto de nossas características.

Ao se conhecer você saberá com clareza fazer escolhas mais assertivas para sua vida em qualquer área, inclusive na vida amorosa.

Não se autocritique demais

Todos os seres humanos erram, então permita-se errar, mas é importante não manter-se no mesmo erro. A autocrítica em excesso revela a intolerância á frustração, ou seja, cada erro que você comete será uma verdadeira tortura. Ninguém conseguirá agradar 100% seu parceiro e vice-versa, pois isso é humanamente impossível.

Saia do papel de vítima e se responsabilize

Cada um dentro da relação tem responsabilidades e deve assumi-las, se algo não vai bem descubra qual o seu papel nesse problema e resolva, não espere a atitude para se posicionar e solucionar o que precisa. Responsabilize-se pelas suas experiências.

Separe um tempo para você

Faça atividades sem o seu parceiro e deixe que ele também faça sem você, saia para se divertir, conversar, estudar etc, reserve um tempo só para você.

Mesmo estando juntos vocês podem e devem ter outras atividades sem o parceiro, isso fortalece a relação pois o casal não precisa abrir mão da individualidade que cada um precisam ter.

Deixe de querer controlar o que você não pode

A ansiedade e a frustração costumam minar a autoestima. Desista de querer mudar atitudes e comportamentos que não sejam os seus, entenda que querer controlar alguém é algo muito egoísta, deixe que o outro se mostre como ele realmente é, não tente mudar ninguém a não ser você mesma, você tem a opção de aceitar a pessoa como ela é ou não. Foque em você e na sua própria mudança, ao fazer isso você fortalece sua autoestima.

Aceite o que você não pode mudar

Mesmo com nosso esforço existem coisa que não podem ser mudadas, portanto, aceite as suas imperfeições, aquelas que você não pode mudar. Escreva, ou cole em algum lugar que você possa ler sempre: “eu tenho o direito de não ser perfeita, sou humana.”

Exponha sua opinião

Não imponha o que você quer nem sua opinião, mas verbalize, se expresse e mostre que sua opinião é tão importante como a do seu parceiro, dessa maneira você não fica insatisfeita e com a sensação de que sua opinião não tem valor, dessa maneira o casal consegue negociar e encontrar a melhor solução, isso fortalece a união e a importância de cada um na relação.

Ame-se sempre!

Se você quer saber mais sobre esse assunto, escrevi um E-Book onde fala sobre 5 atitudes que você NÃO deve ter para manter seu relacionamento sempre acima da média!!!!


 
Gostou? Te ajudou? Compartilhe comigo!!!!!

Continue Reading