Como se relacionar com parceiro ciumento e inseguro?

O que fazer para conviver bem com um namorado ou marido ciumento e inseguro?​ Se relacionar com um homem inseguro e ciumento pode ser muito cansativo, por mais que você sempre prove, seu amor nunca é o bastante.

Se seu parceiro sempre discute por causa das roupas que você usa ou porque você quer sair com suas amigas ou por causa dos seus amigos homens, e enxerga coisas que não existem está na hora de sentar e conversar com ele, pois isso pode ser sinal de insegurança por parte do parceiro no relacionamento.

Lidar com um parceiro ciumento e inseguro não é fácil, mas existem algumas atitudes que podem ajudar você e ele a enfrentarem isso juntos. Confira a seguir 4 dicas para se relacionar melhor com o parceiro ciumento e inseguro.

#1 Converse abertamente e se comunique

Descubra qual o real motivo de tanto ciúmes, tenha uma conversa aberta com ele, procure entender o motivo que o deixa inseguro e enciumado. É real? Ou ele está exagerando? Entenda os motivos do seu parceiro, deixe claro para ele que você quer ajuda-­lo a superar tudo isso e que ele pode confiar em você.

No entanto, não adianta iniciar uma conversa quando o seu parceiro ciumento e inseguro estiver em meio a uma crise de ciúmes. Deixe a crise passar e quando ele voltar a raciocinar faça-o perceber que o que ele pensou foi uma besteira. Conversar e se comunicar ainda são algumas das melhores estratégias para resolver problemas de um relacionamento.

#2 Evite julgar

Não o culpe, pois o ciúme dele pode ser patológico e ele pode está sofrendo muito com toda a situação. Ele pode ficar com remorso e ser dominado pela culpa o que consequentemente diminuirá sua autoestima, se o quadro for patológico ele pode se tornar possessivo e controlador. Demonstre cuidado e compreensão e sempre mantenha o diálogo, isso fará com que ele se sinta mais confiante.

#3 Entenda o passado do seu parceiro

Procure entender os relacionamentos anteriores do seu parceiro. Como foi o passado dele? Ele já apresentava esse comportamento? Como é a relação dele com a família? E as amizades? Converse com ele a respeito dessas experiências e demostre que você está disposta a ajuda-lo a compreender os motivos que o deixaram assim e se for necessário ajuda-lo a buscar suporte profissional se necessário.

#4 Analise o seu próprio comportamento na relação

Será que você tem provocado até mesmo de maneira inconsciente o ciúme no seu parceiro? Observe se existem comportamentos seus que estejam reforçando o ciúme e a insegurança nele. Você tem dado atenção, tem valorizado o seu relacionamento e o seu parceiro?

Observe o seu limite…

Por mais que você tenha tentado lidar com o ciúme e a insegurança do seu parceiro existe o excesso e diante de uma situação que foge ao seu controle e ao dele é hora de pensar se vale à pena manter um relacionamento assim. Se o seu parceiro chegou ao ponto de tentar te controlar a qualquer custo, te afastar dos amigos e inclusive da sua família, te agredir fisicamente e psicologicamente é um forte sinal de patologia e que deve ser tratada. Existem inúmeros casos de mulheres vítimas de violência doméstica e a maioria deles é praticado por companheiros ou ex-companheiros das vítimas que apresentam comportamentos controladores. É preciso tomar muito cuidado e saber que existem esses sinais comportamentais que servem de alerta para as mulheres.

Você não tem obrigação de se anular no relacionamento para manter um relacionamento e um parceiro ciumento sob controle, ele precisa de ajuda, mas também é necessário avaliar se ele aceita essa ajuda, então não se anule, você não precisa fazer isso. Valorize-se e se coloque em primeiro lugar na sua vida. Coloque um ponto final se você sentir que é isso que você deve fazer.

Neste artigo você aprendeu algumas dicas sobre como lidar com o parceiro inseguro e ciumento​, mas é importante informar que esse conteúdo não substitui uma um acompanhamento profissional.

Você gostou desse artigo? Está vivendo convivendo com um parceiro assim? Conseguiu avaliar se vale à pena manter um relacionamento com uma pessoa ciumenta e insegura? Qualquer dúvida sobre relacionamentos amorosos me envie que terei o maior em responder.

Super Beijo!

Continue Reading

Como superar o fim de um relacionamento amoroso

Superar o fim de um relacionamento, principalmente quando ele foi cheio de cicatrizes, histórias e memórias boas e ruins, é algo bastante doloroso. Finalizar uma relação é uma renúncia difícil de ser feita, e existem algumas situações possíveis onde se deu esse rompimento:

Você não queria o fim desse relacionamento;

Você não esperava o fim do relacionamento;

Você planejava este rompimento.

De um modo geral, nós seres humanos não estamos preparados para lidar com sentimentos difíceis com a decepção, a rejeição, a deslealdade, o abandono, a indiferença, enfim, nós não nascemos com aptidões emocionais para lidar com esse tipo de emoção, e em uma separação podemos lidar com esses e outros sentimentos. Por isso, é complexo curar as feridas que se formam e reconstruir a sua vida depois do fim do relacionamento. Mesmo quando uma pessoa espera, planeja ou tem a iniciativa de terminar o relacionamento, pode ser bastante dolorido, e até mesmo relacionamentos ruins podem deixar um vazio emocional. A dor mais intensa pode acontecer quando não esperamos e não queremos esse fim, pois amamos esta pessoa e não conseguimos nos imaginar longe dela.

Algumas vezes o fim do relacionamento pode acontecer sem esperarmos, não havia sinais de desagrado por parte da outra pessoa, ou porque ele decidiu de modo repentino ou porque não tinha habilidades para ir colocando suas insatisfações. No entanto, se olharmos mais a fundo a relação e prestarmos atenção nos detalhes certamente enxergaremos sinais de desgaste, alguma insatisfação demonstrada mesmo que nos mínimos detalhes,  e a insatisfação inclusive da sua parte, mas o que acontece é que muitas nós se esquiva para esses sinais.

Então se você está separada e sentindo uma dor que parece não caber no seu peito, não tem ânimo para fazer nada, até mesmo pensar em uma maneira de sair dessa situação. Você ainda não conseguiu entender porque isso aconteceu com você e ainda não aceita de fato esse rompimento, essas dicas vão te ajudar a superar essa fase difícil.

A primeira atitude que você precisa ter é a de aceitar que o relacionamento terminou, é aceitar que você está vivendo este momento e que o passado não pode ser modificado, aceite este fim e dê um novo start em sua vida a partir de agora para que o seu futuro seja diferente e bem melhor.

Se você fica remoendo o passado e idealizando que as coisas poderiam ter sido diferentes, você vai sofrer ainda mais porque como eu já mencionei o passado não pode ser modificado e o que aconteceu com todos os erros e acertos é o que foi vivido, mas você pode mudar insatisfações a partir de agora. Então o passo inicial no seu processo de cura emocional de maneira sólida é aceitar este fim, é sair desse ciclo de remoer o passado e esquecer o que passou é se livrar do que te prende ao seu passado, do que a mantém unida a essa história. É você aceitar que a coisa aconteceu do jeito que tinha que acontecer.

Essa fase de aceitação é bem difícil, pois é a fase onde vive-se um luto. E o que é o luto? O luto é uma angústia de perda. É um processo sentimental que ocorre quando o ser humano vivencia uma perda relativa e de importância emocional para ele. É um sentimento de tristeza profunda pela “morte” de alguém, e quando finalizamos um relacionamento lidamos uma “morte”, simbolicamente falando. 

A segunda atitude é evitar ter contato com seu ex, evitar os lugares que vocês frequentavam juntos e evitar fazer programações que te farão relembrar dele. Nesta fase você já relembrará muitas vezes o que viveram juntos e isso já é bem difícil imagine frequentar esses lugares e manter contato com a pessoa, então quanto mais você evitar isso melhor para superar.

A terceira atitude é se colocar em primeiro lugar e focar em você mesma, praticando o egoísmo do bem, no seu tempo livre faça atividades que você gosta. Fazer o que você gosta neste momento pode estar sendo difícil, pode inclusive, te faltar forças pra isso, mas é necessário que você foque em si mesma, não fique sem fazer nada no seu livre, porque isso vai potencializar pensamentos negativos.

A quarta atitude é praticar atividade física, no mínimo 2x por semana, coloque como uma prioridade em sua vida, pois o nosso corpo libera dois hormônios que têm influência principalmente sobre o humor e emoções, a endorfina e a dopamina. Busque esporte que você goste ou faça caminhadas, o importante é colocar o corpo em movimento e sentir os benefícios que isso vai te trazer.

A quinta atitude é procurar seus amigos e se cercar de pessoas que te querem bem. Nesta fase difícil ter ombros amigos e pessoas de confiança pra conversar, sair, te fazer companhia vai te fazer muito bem.

A sexta atitude é dar tempo ao tempo, e isso você fará seguindo todas essa dicas anteriores. Nada melhor que o tempo para curar feridas, decepções, mas para isso acontecer você precisa fazer sua parte nesse processo.

A sétima atitude é transformar a dor em aprendizado. Tudo o que você está passando pode ser transformado em lição para você, o que você pode aprender com esse término? Aprender com o sofrimento traz muitos benefícios, observe, descubra os seus pontos de melhoria, assim você estará mais preparada e mais resiliente para as dificuldades que vierem a surgir em sua vida, você não deve carregar mágoas do que passou e sim transformá-las.

A oitava atitude é buscar ajuda se você não conseguir colocar em prática pelo menos seis das sete anteriores.  Se você não está conseguindo superar sozinha, está tendo dificuldades e já faz muito tempo que você sofre e não consegue aceitar, procure ajuda, procure uma terapia, ou o meu programa Segredo Fênix, onde ajudo mulheres a resgatarem sua autoestima e se empoderarem na vida amorosa. Entre em contato comigo AQUI e saiba como você pode se curar emocionalmente. 

Com amor,

Renata Araújo.

Continue Reading

[Artigo]O que você deve saber sobre suas crenças no Amor e nos Relacionamentos Amorosos

Quando você pensa em amor e relacionamentos quais são as suas verdades sobre esse assunto?

Algumas dessas afirmações soam familiares pra você?

Relacionamento é difícil demais pra mim

Não tenho sorte no amor.

Todos os homens bons já estão comprometidos.

Os homens são todos iguais.

Homens só querem mulheres mais bonitas e interessantes que eu.

E por aí vai…

Eu quero te dizer que acreditar nessas e outras crenças negativas sobre o Amor e Relacionamentos só te atrapalham.

Crenças são as ideias e percepções que temos e consideramos absolutas e verdadeiras. Elas são formadas a partir da visão que temos de nós mesmos e do mundo,são criadas na infância e em toda a sua vida,por isso é tão tão importante, aprofundar o autoconhecimento. É através de nossas crenças que olhamos para todas as situações de nossa vida, elas se originam de muitas fontes, como por exemplo, da nossa educação, através do exemplo de pessoas importantes em nossas vidas, por “traumas passados”, experiências repetidas e também pela cultura onde vivemos.

Então as nossas crenças são as nossas verdades, e se você “ACREDITA” naquelas frases lá de cima, seu cérebro vai tomar isso como verdade, e vai fazer de tudo pra você não passar por mentirosa, ou seja, seu cérebro (você mesma) irá se autossabotar. 

E agora como fazer pra mudar essas crenças sabotadoras e mentirosas da sua vida sentimental?

Pensando sobre a minha história pessoal, nas minhas coachees, clientes e pacientes, observo que muitas mulheres vivem esses padrões sabotadores que as impedem de ser felizes por inteiro num relacionamento.  A primeira coisa a ser feita é entender que todas essas crenças são generalizações e elas são frutos das experiências frustantes que você pode ter vivido ou ouvido de um familiar ou de alguém próximo a você.

Comece a se questionar a partir de hoje sobre essas “CRENÇAS”.

Será que elas são tão verdadeiras assim?

Por que você tem direcionado suas verdades apenas pelo lado negativo?

Experimente olhar para as suas crenças e descobrir o que tem impedido você ter uma vida amorosa mais satisfatória. Me conta como foi sua experiência aqui nos comentários.

Continue Reading

[Artigo]5 Segredos da Mente Masculina

Será que todos os homens são iguais? Ou são previsíveis? Será que é fácil compreender e desvendar os segredos da mente masculina? Apesar das particularidades dos gêneros e de cada um de nós, para a maioria existem algumas coisas que não mudam.

Desvendar os segredos da mente dos homens pode ser desafiante, pois até aqueles homens que se espera serem mais previsíveis possuem segredinhos que podem ser inconfessáveis para suas parceiras, pois eles acreditam que podem causar problemas na relação, então muitos se mantém em silêncio sobre assuntos que eles consideram coisas de homem, portanto difíceis de serem falados com as mulheres.

Como muitas vezes nós mulheres não entendemos muito bem os comportamentos masculinos, podemos tentar justificar algumas atitudes deles, mesmo que essas atitudes não tenham uma justificativa convincente, então é interessante tomar cuidado com as justificativas ilusórias.

 Aprender e saber lidar com a personalidade dos homens descobrindo os segredos da mente masculina além de ser possível, é necessário para manter um relacionamento agradável e satisfatório.

Vamos lá?

#1 Eles mentem para evitar discussões

Os homens são muito mais práticos que nós mulheres, enquanto mulheres dão voltas mirabolantes sobre uma situação específica e fazem diversas interpretações, eles preferem simplificar e muitas vezes acabam mentindo ou se calando diante de situações que para eles são triviais. Além disso, ele já pode saber exatamente o que a mulher fará e mente a fim de evitar as DR´s  que eles não gostam nem um pouquinho (mas que nós sabemos exatamente que uma DR das boas faz diferença). Se ele mentiu e você percebe medo e certa ansiedade nele por causa do que pode acontecer (neste caso você se chatear muito porque ele errou feio), o melhor a fazer é respirar fundo e esperar as coisas se acalmarem mais para que você fale sem nervosismo e racionalmente, e mesmo que haja uma briga ou desentendimento maior, deixe bastante claro para ele que você prefere a honestidade e a verdade.

#2 Sim, eles adoram sexo e vêem pornografia assiduamente

Eles tem fantasias e desejos que muitas vezes são privados, porque muitos homens acham difícil falar com a parceira o que eles preferem na cama, não sabem como perguntar ou fazer com que você saiba. Isso pode ser resolvido com uma boa conversa entre o casal.
Além disso, os homens são seres visuais, eles curtem assistir esse tipo de conteúdo mesmo que façam sexo todos os dias, três vezes ao dia e ame sua parceira, as escapadinhas para assistir pornografia irão acontecer.

#3 Eles não são bons em adivinhar o que nós mulheres estamos pensando

Exatamente, os homens são diretos, e as mulheres ao adotarem uma postura que dificulta o entendimento dos homens prejudicam a si mesmas, pois se aborrecem e prologam situações indesejadas. Imagine o quanto uma atitude onde nós mulheres não deixamos claro o que queremos e esperamos que o parceiro “adivinhe” ou leia os sinais que estamos emitindo pode causar mágoas. Então opte pela clareza e diálogo.

#4 Eles querem sentir que correspondem às expectativas de suas parceiras

Engana-se quem pensa que somente as mulheres se sentem inseguras no relacionamento, apesar de existirem mais mulheres com essa tendência, eles também precisam sentir que a pessoa com quem estão se relacionando é confiável, eles querem sentir se o poder masculino deles está funcionando, se realmente são homens fortes e competentes, capazes de manter uma família.

#5 Eles olham para outras mulheres

Quando você perceber que seu parceiro olhou para uma outra mulher é muito provável que realmente ele tenha olhado, se foi uma olhada ocasional, não há motivo para começar uma discussão, pois como eu já disse aqui os homens são visuais, vivem mais esteticamente para a forma e beleza das mulheres, e essa característica é construída também historicamente.

Agora que você está por dentro dos segredos dos homens, a grande sacada é evitar criar expectativas sobre as atitudes deles principalmente se baseando nas suas atitudes dentro da relação, porque agora você entende que homens e mulheres pensam um pouco diferente em algumas situações. Saber lidar com as diferenças é fundamental.

Beijos 

 

Continue Reading