3 Exercícios Simples e Práticos para Aumentar sua Autoestima

Aumentar sua Autoestima

A autoestima refere-se à maneira como a pessoa enxerga a si própria e o quanto se sente capaz de enfrentar os desafios da vida. Estes exercícios podem ajuda-la a mudar sua autoestima, pratique-os sempre e observe suas mudanças.

#1. Mudar Crenças Negativas

Aí mesmo onde você está, tente ficar 5 minutos sem falar nenhuma palavra. Apenas tente, se estiver próximo a alguém não avise nada, e lembre-se de somente tentar.

Então, o que você fez? Apenas tentou ou ficou 5 minutos sem pronunciar nenhuma palavra?

Este exercício simples serve para mostrar que quando dizemos “vou tentar”, “vou ver se consigo”, “vou ver se sou capaz” estamos criando padrões estruturais e representações na nossa realidade, ou seja, estas expressões afetam diretamente a maneira como iremos agir diante de situações, pois quanto mais repetimos mas elas se tornam uma realidade.

Estas expressões são negativas e devem ser substituídas por expressões positivas tais como:

Substitua “Vou tentar” por “Vou fazer”, “Vou ver se consigo” por “Vou conseguir”, “Vou ver se sou capaz” por “Eu sou capaz”.

Você consegue observar a diferença que essa pequena mudança pode fazer na autoestima?

#2. Criar Imagens Mentais

As imagens mentais representam simbolicamente nossas emoções, a proposta do exercício é você permitir que uma reprogramação positiva seja gravada em seu inconsciente.

Sinta-se, perceba-se ou imagine-se dentro de uma bolha leitosa que reflete seu isolamento e sua excessiva atenção na autodesvalorização.

Sentindo-se incapaz de entrar na roda da vida, saiba que o excesso de crítica e julgamento fez isso com você.

Respire uma vez e juntando toda sua força rompa esta película branca e sentindo-se como um pássaro que nasce, voe o mais alto que você pode e aí de cima escolha um lugar onde você é aceito como é, um lugar onde você sente-se bem.

Agora pense neste lugar, sinta-se neste e sinta-se aceita!

Respire e abra os olhos.

Desafio você a fazer este exercício mental por pelo menos 21 dias, fazendo um intervalo de 7 dias entre cada ciclo.

#3. Exercite o Agradecimento

Pessoas com baixa autoestima tem uma tendência a pensar de maneira negativa e focar nas coisas que dão errado, seus pensamentos são tomados em sua maioria por lembranças, acontecimentos e imaginação sabotadores.
Emoções geram pensamentos que geram comportamentos.

No que consiste o exercício?

Antes de dormir, todas as noites separe alguns minutos para pensar em 2 coisas boas que aconteceram neste dia e agradecer por elas. ( se acontecerem mais de duas coisas pelas quais você sente que pode agradecer anote todas).

Desafio você a realizar este exercício por no mínimo 21 dias, não pense apenas, registre os acontecimentos, ou em um bloco de notas, em um caderno, etc. Isto servirá para você lembrar que sempre temos algo para agradecer e que podemos nos sabotar lembrando e dando foco apenas nas coisas negativas.

Quero que você sinta-se à vontade para me contar os resultados da prática desses exercícios em sua autoestima!

Falando em exercícios, quero te deixar um exercício como tarefa para assim que acabar de ler esse artigo, ok? Calma que e simples e vai te possibilitar assumir relacionamentos muito mais felizes e duradouros, topa?

Eu escrevi um e-book onde eu abordo 5 atitudes que você deve excluir de sua vida se deseja relacionamentos felizes e o exercício e clicar na foto abaixo para baixá-lo, lê-lo com atenção e aplicar na sua vida o aprendido, combinado?


 
Se você gostou deixe seu comentário aqui abaixo!

Beijo, beijo!
Renata Araújo.

Continue Reading

Baixa Autoestima em Mulheres: 05 Sintomas e Como Eles Afetam os Relacionamentos

Baixa Autoestima em Mulheres

A autoestima é definida como a maneira que enxergamos a nós mesmos, o julgamento que cada um faz sobre si próprio.

Ela reflete diretamente o quanto nos amamos e nos respeitamos. Mulheres com a autoestima baixa não sentem-se capazes de enfrentar os desafios da vida e consequentemente não acreditam no seu potencial.

Quando a mulher não se conhece o suficiente acaba gerando uma imagem distorcida de si mesma gerando assim os sintomas negativos e sabotadores.

De maneira consciente e também inconsciente ela desvaloriza seus sentimentos e suas escolhas no dia-a-dia e essa maneira de pensar e sentir reflete diretamente na sua postura emocional e como age.

Pouca ou Nenhuma Auto-Confiança

Baixa Autoestima em Mulheres

A pessoa sente muita dificuldade em traçar metas, quando traça desiste facilmente pois acredita não ser capaz de conseguir alcançar o que deseja, no campo de relacionamentos a falta de confiança em si mesma reflete na aceitação de situações de humilhação, situações que são intoleráveis ou pouco toleráveis, como violência psicológica, traições frequentes etc.

Autoanálise Exagerada

Baixa Autoestima em Mulheres

A ênfase encontra-se nos defeitos, ela acaba focando-se e valorizando os suas características “ruins” e desvalorizando o que tem de melhor. No campo das relações afetivas por não sentirem-se “merecedoras” o suficiente do amor do parceiro criticam-se bastante, cobram-se exageradamente e comparam-se muito com outras mulheres na maioria das vezes sentindo-se inferiores, por exemplo em situações de traição e financeira.

Pouca ou Nenhuma Auto-Segurança

Baixa Autoestima em Mulheres

Sentem muitas dificuldades em tomar decisões. Nos relacionamentos acabem tornando-se submissas, muitas acreditam não ser capazes de decidir o que é melhor para si e sujeitam-se a relacionamentos onde não valorizam sua própria referência, esperam muito do parceiro e se vitimizam.

Sentimento de Inferioridade

Baixa Autoestima em Mulheres

Como se enxerga com pouca valorização a inferioridade acaba se sobressaindo na hora de tomar decisões. O sentimento de menos valia reflete nas relações onde não se sente capaz de ser uma mulher que passe sentimentos autovalorização para seu valorização e muitos acabam enxergando assim, pois as atitudes e falas condizem com os sentimentos.

Tendência a Relacionamentos Tóxicos

Baixa Autoestima em Mulheres

Como a baixa autoestima revela pessoas com muitos sentimentos sabotadores e prejudiciais elas consequentemente tenderão a engatar relacionamentos com pessoas ruins, pois sentem dificuldades em impor seus limites para si mesmas e para o parceiro.

Diante dessas questões é importante que a pessoa faça uma autoanálise sobre suas emoções comportamentos diante das decisões de vida.

Pense sobre como anda sua vida atualmente e avalie suas respostas, elas de um modo geral devem estar direcionadas para atitudes onde sua auto-liderança esteja presente.

Como estão seus pensamentos em relação a si mesma?

As suas atitudes , suas decisões tem sido benéficas para você?

Como você enxerga as escolhas que faz para a sua vida?

Você está contente com sua maneira de agir?

Como você agiu diante da últimas decisões importantes que tomou sobre sua vida?

Estando consciente das respostas agora é a hora oportuna para que a você entre em ação e recupere sua autoestima, encontrando e modificando o que deve ser melhorado.

Existem, no entanto, mesmo com todas as informações em mãos muitas mulheres que sentem dificuldades em encontrar e modificar o que não está bem em si mesmas e repetem padrões de comportamento, consequentemente sofrendo, você tem a solução em suas mãos mas não consegue ver e é justamente nessa situação que o coaching faz a diferença, ajudando a encontrar os “pontos cegos”, e a mulher promove sua própria mudança de maneira consistente e duradoura.

Pensando nisso eu criei o Programa de Coach Afetivo Para Mulheres onde vamos estar juntas por 9 encontros quinzenais ou semanais individuais. Nesse programa vou te guiar pelo caminho do autoconhecimento rumo a relacionamentos saudáveis e duradouros.

Clique aqui, conheça em detalhes o cronograma do programa e faça sua aplicação para participar enquanto ainda é tempo! A disponibilidade de vagas é limitada por contar com a disponibilidade de tempo na minha agenda que é apertada. Você precisa agir agora!

Beijos,
Renata Araújo
Nos vemos no programa!

Continue Reading